Brasil e EUA adotam Plano de Ação em encontro do Fórum de Energia

por | ago 23, 2022 | 20h

Autoridades diplomáticas e do setor de energia do Brasil e dos EUA se reuniram na quinta-feira, 18, em Washington para a 2ª Reunião do Fórum de Energia bilateral. Trata-se de uma iniciativa dos ministérios de Minas e Energia e das Relações Exteriores com suas contrapartes norte-americanas. Nesta edição, foi aprovado o Plano de Ação 2022-2023, que inclui manejo e captura de carbono e metano, e energias renováveis.

À margem do encontro, foi lançado o Diálogo da Indústria de Energia Limpa EUA – Brasil (CEID), integrado por representantes dos setores público e privado dos dois países e que pretende aumentar o comércio e atrair investimentos e parcerias em energia limpa.

O mecanismo de diálogo público-privado foi criado com estrutura flexível, que deve evoluir em paralelo aos avanços obtidos em energia limpa, informou o MME. A agenda do diálogo abordou temas relacionados com os combustíveis sustentáveis, gerenciamento de carbono e metano, armazenamento e modernização de redes, energia eólica offshore e hidrogênio de baixo carbono.

O Ministro Sachsida copresidiu a discussão com a Secretária de Energia dos EUA, Jennifer M. Granholm, quando detalhou as mais recentes medidas adotadas pelo governo para o setor de energia. Além disso, especialistas do setor energético participaram de um debate organizado pelo Atlantic Council.

Já em Nova Iorque, no dia 19, Sachida reuniu-se com representantes do setor de investimentos, como XP Inc, UBS, POINT 72, Planner Securities, MUFG, Kirskowald Capital Partners LLP, JP Morgan, HSBC Global Banking, BTG Pactual, Bentley Securities e BB New York. Na oportunidade, ele falou sobre o setor de energia e seus impactos na economia brasileira.

Por Marcelo Rech

InfoRel

Imagem: energy.gov

Share This