Brasil reafirma o seu apoio à soberania argentina das Ilhas Malvinas

por | ago 24, 2022 | 13h

Entre os dias 17 e 19 de agosto, o Secretario de Malvinas, Antártida e Atlântico Sul, do Ministério de Relações Exteriores da Argentina, Embaixador Guillermo Carmona, esteve em Brasília onde manteve reuniões com autoridades do governo, diplomatas e acadêmicos brasileiros. O objetivo central da visita foi agradecer o apoio recebido em junho, do Brasil, junto ao Comitê de Descolonização das Nações Unidas, quanto aos direitos de soberania da Argentina sobre as Ilhas Malvinas.

No diálogo com as autoridades diplomáticas e o chefe da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência, Almirante Flávio Rocha, Guillermo Carmona também discutiu o estado da cooperação bilateral em temas antárticos e oceânicos e a importância de se fortalecer a Zona de Paz e Cooperação do Atlântico Sul (ZOPACAS), cuja próxima reunião ministerial se realizará em novembro, em Cabo Verde.

Com relação à cooperação em matéria oceânica, a Argentina que ampliar o diálogo entre duas iniciativas, Pampa Azul, argentina, e Amazônia Azul, brasileira. A ideia é focar em pesquisas científicas voltadas para o desenvolvimento sustentável dos recursos do mar.

Malvinas

Desde 1833, o Brasil respalda a posição argentina quanto à soberania das Ilhas Malvinas e o ministro das Relações Exteriores, Carlos França, reiterou essa posição ao secretário argentino e assegurou que o país não pretende mudar sua posição.

Para a diplomacia argentina, o momento é oportuno para que essa agenda seja retomada e para que as pressões junto ao Reino Unido, sejam resgatadas. De acordo com ele, Londres precisa atender ao que foi decidido pela Assembleia Geral da ONU e aceitar o diálogo com a Argentina.

Na sua avaliação, o tema tem implicações históricas e geopolíticas para o século 21 e os desafios que planteia para Argentina e Brasil, a presença militar de uma potência extrarregional no Atlântico Sul. Não há qualquer dúvida de que as Ilhas Malvinas, assim como a Guiana Francesa, são colônias europeias na América do Sul.

Por Marcelo Rech

InfoRel

Imagem: Tjeerd Wiersma

Share This