Brasil e Paraguai assinam acordo na área de saúde animal

por | nov 24, 2022 | 11h

Os ministros dos dois países também conversaram sobre os trâmites necessários para possibilitar o cultivo de tilápia no Reservatório da Usina Hidrelétrica de Itaipu

Os ministros da Agricultura do Brasil e do Paraguai firmaram, na terça-feira, 22, um memorando de entendimento sobre cooperação em saúde animal, para o intercâmbio de informação, na ação conjunta de vigilância epidemiológica nos municípios localizados na linha de fronteira e na ação conjunta de vigilância sanitária.

Marcos Montes e o ministro paraguaio Santiago Bertoni, destacaram, que esse “será um relevante instrumento de cooperação na área de saúde animal, pois Brasil e Paraguai possuem desafios semelhantes, em especial, nas regiões fronteiriças”, disse o ministro brasileiro.

Eles também conversaram sobre os trâmites necessários para possibilitar o cultivo de tilápia no Reservatório da Usina Hidrelétrica de Itaipu, que fica na fronteira entre os dois países. O potencial produtivo é estimado em 400 mil toneladas anuais de tilápia, com faturamento anual de R$ 2 bilhões e geração de 10 mil postos de trabalho diretos e 40 mil postos indiretos.

No entanto, para viabilizar a produção, é preciso uma alteração na lei por parte do Paraguai, além da remodelação do Acordo para Conservação da Fauna Aquática nos Cursos dos Rios Limítrofes celebrado entre os respectivos governos em 1999 para autorizar o cultivo de espécies exóticas no reservatório.

Por Marcelo Rech

InfoRel

Imagem: CompreRural

Share This