Brasil e Alemanha estreitam parcerias em economia verde

por | maio 25, 2023 | 11h

Encontro bilateral serviu para alcançar maior integração econômica regional e global, facilitar o acesso de empresas e consumidores a insumos de qualidade e dinamizar o setor produtivo

Brasil e Alemanha combinaram, na última terça-feira, 23, desenvolver novas parcerias em economia verde ou bioeconomia. Este foi um dos principais temas da reunião bilateral realizada entre o secretário-executivo do Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC), Marcio Elias Rosa, e o secretário-executivo do Ministério Federal do Meio Ambiente, Proteção da Natureza, Segurança Nuclear e Defesa do Consumidor (BMUV) da Alemanha, Stefan Tidow.

Os dois também conversaram sobre política internacional do meio ambiente, clima, economia circular e a chamada economia verde (Green Economy). Durante o encontro, Elias destacou que o relacionamento entre os dois países é marcado pela a convergência de percepções, valores e interesses, como a defesa da democracia e dos direitos humanos, o desenvolvimento sustentável, o combate à pobreza e à mudança climática.

Ele reiterou, também, que o MDIC foi recriado com o objetivo de retomar o caminho do desenvolvimento, da neoindustrialização, da sustentabilidade e da inovação, todos de forma inclusiva. Para tanto, o ministério adotará as melhores práticas internacionais, aprofundará e construirá novas parcerias comerciais, além de avançar em projetos consistentes de desenvolvimento sustentável.

Um dos objetivos é também alcançar maior integração econômica regional e global, facilitar o acesso de empresas e consumidores a insumos de qualidade e dinamizar o setor produtivo.

Cooperação

O encontro bilateral serviu ainda para reforçar a agenda de cooperação bilateral em desenvolvimento, que deverá ser intensificada. A Alemanha é um tradicional parceiro de cooperação técnica do Brasil em temas ambientais e, por isso, de acordo com o secretário-executivo, é chegado o momento de se avançar na cooperação em produção de hidrogênio verde e em descarbonização da indústria.

Atualmente Brasil e Alemanha realizam cooperação técnica dentro do “Programa Bilateral de Cooperação Técnica e Financeira”. Dentre os temas, em desenvolvimento, estão:

• Rotulagem Ambiental Tipo I (Selo Verde) para produtos e serviços oriundos da bioindústria brasileira (Economia Verde);

• Economia circular para gestão sustentável de cadeias produtivas;

• Eficiência energética no setor de bares e restaurantes;

• Infraestrutura Sustentável Elaboração de metodologia com base na economia circular para certificação da pegada de carbono incorporada na produção de cimento e asfalto utilizado nas contratações públicas;

• Desenvolvimento econômico sustentável na região amazônica e demais biomas do Brasil;

• Biofármacos/Biossimilares;

• Medicamentos Fitoterápicos.

Comércio

A Alemanha é um dos mais importantes parceiros comerciais do Brasil (4º maior parceiro), com uma corrente de comércio de € 17,3 bilhões em 2022. O país é o 11º maior destino anual das nossas exportações (€ 5,7 bilhões) e a 4ª maior origem das nossas importações por ano (€ 11,6 bilhões). As exportações brasileiras para a Alemanha cresceram 32% em 2022 em relação a 2019, passando de € 4,33 bilhões para € 5,75 bilhões.

Já as importações da Alemanha para o Brasil cresceram 17% em 2022 em relação a 2019, passando de € 9,98 bilhões para € 11,75 bilhões. A Alemanha já foi o 7º maior investidor no Brasil, em termos de estoque de investimentos. Atualmente, se encontra em 11º lugar neste ranking.

Share This